sexta-feira, 20 de junho de 2008

Consequentemente

Claro que não. Porque eu sou boa para estar as 3.30 na estação de carcavelos.
Claro que não. Porque eu sou boa para emprestar dinheiro para comprares um gelado (mesmo sabendo que nao vou voltar a ver o brilho da moeda que te "emprestei").
Claro que não. Porque eu sou boa para dizer aos teus pais que estás comigo quando não estás.
Claro que não. Porque eu sou boa para ver 'O massacre no Texas'.
Claro que não. Porque eu sou boa para te ouvir.
Claro que não. Porque 'eu sou totalmente especial'.
Claro que não. Porque eu te faço massagens no pescoço quando bem entendes que te está a doer.
Claro que não. Porque sempre que precisas de um elástico em educação física eu to dou.
Claro que não. Porque eu respondo às tuas mensagens (seja a que hora for).
Claro que não. Porque trocamos testes só para tu (!) teres mais que oito.
Claro que não. Porque eu vejo a nascer do sol contigo (mesmo quando ele ja está bem grande no centro do céu).
Claro que não. Porque eu gosto de rir do que fazes (mesmo quando não tem piada).
Claro que não. Porque te explico geometria por telefone e repito cada vez que não percebes (ou não queres perceber).
Claro que não. Porque demoro mais tempo nas apresentações orais só para não apresentares.
Claro que não. Porque vou ter contigo a casa quando não te deixam sair.
Claro que não. Porque faço o que penso e tenciono fazer.
Claro que não. Porque te diverti quando brincámos com o sistema de rega.
Claro que não. Porque te avisei que vinha aí um tractor quando nos deitámos no meio da estrada para ver as estrelas.
Claro que não. Porque te cortei o tornozelo só para acreditarem que te tinhas magoado.
Claro que não. Porque escrevo mensagens queridas nas tuas pulseiras, nos teus sapatos, nos teus braços.
Claro que não. Porque tu sabes que me preocupo (demais).

- Sabes, às vezes penso que me preocupo demais com os outros e que nem sempre vale a pena.
- Claro que não!

Às vezes há momentos em que tudo nos bate à porta, consequentemente pensamos em tudo o que não devemos.

Quero ser mais do que aquelaqueestásemprelá. Quero ser aquelaqueestásempreparasiprópria e que tem quemestejasempreláparaquandoforpreciso. Por uma vez na vida.

É isto.


Carolina

3 comentários:

EgoStuff - JA & SR disse...

Oh baby :$

Mike disse...

se precisares..

tens aqui um quemestejasempreláparaquandoforpreciso

Cisnes e Migalhas disse...

"Trata de ti primeiro e depois preocupate com os outros"... como se fosse simples.

Queremos que a retribuam igual ou mais do que damos.

Queremos que por uma vez na vida, realmente nos façam sentir que somos igualmente importantes.

Queremos... queremos... E ficamos a querer mais.

Entraste numa fase de vida, onde também estive. O tempo farte-á compreender melhor as coisas, decidir melhor, priorizar na vida o que realmente tem valor.

Cada segundo é único, cada momento uma aprendizagem. Amadureces e cresces, e ficas mais forte.

Falo por mim.

Gostei da forma como escreves. É sentida e está bem escrita, quer seja na sintaxe ou na semântica. Talvez ainda aprendas esta matéria em filosofia, que tentas esconder mas que sei que adoras =P

Um beijinho,
Miguel